img_0811

Primeiro acampamento – Just So Brasil

Ainda estou me recuperando do festival e do horário de verão que aconteceu tudo ao mesmo tempo no outro final de semana. Vou contar para vocês como foram os dias no Primeiro Just So Brasil!

Saímos de São Paulo rumo a Itu no final da tarde de sexta-feira. As coisas já estavam prontas no carro e estávamos esperando os meninos acordarem para partirmos.

Foi meio que um caos o trajeto, porque havia um pouco de trânsito e uma tempestade daquelas que nos pegou no caminho. Até pensamos em retornar, mas continuamos, torcendo que aquele tempo não estivesse assim por lá. Chegamos na Fazenda Vassoural ainda na claridade e no meio de alguns pingos de chuva. Debaixo de muita lama, rio transbordando no caminho, altas subidas e descidas até chegar no portal do Just So Brasil.

Eu, pra falar a verdade estava ansiosa para ver como os meninos iriam se comportar no nosso primeiro acampamento. Infelizmente aquele clima real de camping não aconteceu. Aquela coisa de fazer a comida no fogão portátil, comidas de camping, fogueirinha perto da barraca e etc não poderia fazer (já tinha perguntando antes), mas tudo bem vamos viver a experiência. Questionei também sobre as comidas, mas me precavi com as papinhas Júnior da Nestlé e uma geladeira cheia de sucos, águas, refrigerantes e etc (esperávamos que o gelo segurasse tudo até domingo!).

img_0810

Bom, chegando lá fizemos o check in (pegamos o mapa, as pulseiras de identificação e a programação) e falaram que tínhamos que esperar um pouco para montar a barraca, porque havia muita água e lama. Mas não podíamos esperar, até porque a previsão era de mais chuva de madrugada. Conversamos com o pessoal do evento e montamos por nossa própria conta e risco a nossa barraca. Um pouco ao lado das barracas da Overland (barracas prontas para quem optou  em alugar com a empresa). A essa altura pingos começaram a cair de leve, corremos para montar, estava um breu danado e a fome começou a bater no estômago.

Escolhemos um lugar embaixo de uma grande jabuticabeira cheia de frutos! Linda! Montamos às pressas e a lama do lugar estava grande, tínhamos bastante coisa no carro, mas pegamos apenas o essencial. Em vez de levar a mala toda, peguei uma sacola e coloquei as roupas e pijamas que iríamos usar naquela noite. O restante ficou! Até que foi fácil, terminamos e fomos no local onde estavam os food trucks! Eu só pensava no hambúrguer com coca, mas e para os meninos? Não havia “comida”, apenas um prato de macarrão pequeno no preço de R$ 20,00. Achei caro! E foi macarrão, yakissoba, hambúrguer e batatas que jantamos naquele noite. No salão já havia crianças se divertindo nos puffs que tinham por lá. Mas estávamos exaustos. Fomos dormir tarde. Eu estava cansada, mas quem disse que os meninos estavam??? Eles adoraram a barraca. E o colchão inflável? Pareciam dois macaquinhos pulando! Igualzinho a música do Two little monkeys jumping on the bed! Eles estavam ligados no 220v e só acabou a farra quando decidi dormir no meio dos dois e dar aquela bronca. Mesmo assim foi pra lá das 22hs.
img_0813

No dia seguinte, quem disse que acordaram tarde? A claridade estava na nossa cara as 5hs da manhã, Haruo acordou falando que queria fazer xixi e eu querendo me enfiar no travesseiro pra ver se conseguia dormir mais. Mas não consegui, porque com o barulho o Hideo acordou 10 minutos depois. Aí já era! Fazer o que? Borá ver o que tem por aí ! Ah, a previsão errou! Não choveu de madrugada. Ueba!

Haviam banheiros e chuveiros químicos fora e dentro do salão interno, além de um fraldário. Tomamos banho para depois não correr o risco de ficar na fila e fomos tomar o nosso café da manhã que era cortesia. Na verdade era um kit que vinha pão francês com manteiga, pães de queijo e uma fruta (banana ou maça) e uma bebida que poderia ser café com leite, café puro ou chocolate quente.

Quando sentamos pensei comigo mesma, tínhamos que nos desprender do conforto, televisão, do pokemon go, da tecnologia da cidade e etc, afinal estávamos acampando! Tomadas para carregar o celular havia algumas na sala da produção do evento e tinha que ficar lá esperando e só, não havia um local com chave para carregar.

O calor prometia, peguei a programação que eles entregaram no check-in para ver que horas começavam as atividades. Mas fomos pegos de surpresa, porque teríamos que desmontar a nossa barraca e colocar em outro lugar, porque aquele local estava destinado para algumas oficinas das crianças. OK! OK! Sem estresse! Ficamos novamente carregando e descarregando as coisas para o outro local do camping. Demoramos aí mais algumas horas.

Enfim, quando terminamos olhei a programação. Confesso que fiquei um pouco perdida porque estava dividido por locais e não por idade, isto é, tinha o pequeninho, ora bolas, além do véu e por aí vai. Então tive que que ver tudo, o horário e a faixa etária demorou um pouco, mas depois desencanei e fui no local das oficinas mesmo se tivesse vaga ok, senão iriamos para outro lugar.

Fizemos Pilates com as crianças, ficamos na pista de skate que montaram para um showzinho, oficina de monstrinho e circulamos no local para conhecer um pouco mais. Estava bem alegre e colorido. Depois o pessoal do evento colocou as placas dos locais e ficou mais fácil. Tinha bastante gente e um calor de rachar! Deu 11h30 fomos no local dos food trucks para ver o que tinha para comer, havia poucos guarda-sois e mesas (muita gente pensou igual a nós) então tínhamos que pensar rápido.

O truck de comida caseira não estava lá infelizmente, então fomos de temaki com salmão grelhado no prato mesmo, hambúrguer e macarrão novamente, ribs e batatas fritas. Conseguimos descolar uma mesa com uma sombrinha pelo menos.

img_0816

A rotina aqui em casa é almoçar e depois tirar uma soneca. Mas não conseguiram (calor demais!), então partimos para mais atividades. Tinha muita música rolando, oficinas da Ser Criança É Natural fazendo bonecos com galhos, máscaras de argila nas árvores, pula corda e etc. Mas o Haruo não aguentou e capotou no meio do showzinho de música que estava rolando no palco principal. O Hideo saiu com o pai para escalar em alguma árvore, porque ele sim aguenta.

img_0823

De noite, a coisa prometia! Tinha o caça ao tesouro e malabarismo com fogo. Dessa vez, esquentei as papinhas da nestlé porque não dava pra gastar aquele preço com as comidas e a fila.

img_0830

No dia seguinte, foi bem mais tranquilo porque já conhecíamos o lugar. Acordamos meio que tarde, umas 7h30. As atividades começavam as 9h. O calor e a diversão continuavam. Tínhamos decidido voltar mais cedo, por conta do calor de rachar. Desmontamos a barraca e aproveitamos um pouco mais do festival.

Vimos o show de bolas gigantes, fizemos mais uma vez a oficina da Ser Criança É Natural, pulamos corda e nos divertindo meio que nos despedindo. Foi tranquilo o check out e tudo. E partimos para almoçar na cidade de Itu.

c3ab32f3-a82a-488d-a503-6c78a63c10e1

A experiência foi muito boa. Os meninos ficaram eufóricos. Eu fiquei acabada, porque era tanta agitação que cansa (até a noite era agitada!), além do calor danado. Tem que ter pique e aquela coisa de desapegar da sujeira, porque não tem jeito acaba entrando terra dentro da barraca. Minha dica, se você curte esse esquema meio de acampar ok, mas senão um dia lá seria o ideal. Sábado estava muito cheio e domingo estava um clima mais tranquilo. Mosquitos nem tanto, o problema maior foi o grande calor!

Quer saber mais sobre o evento, acesse o site www.justsobrasil.com.br ou o facebook deles www.facebook.com/justsobrasil

img_0831