Druk School

Druk Padma Karpo School, Ladakh, India

Depois do post da Green School na Indonésia (se você não viu, clique aqui!), vamos continuar a nossa saga pelas escolas pelo mundo, a minha curiosidade só aumenta, quanto mais escolas leio mais fascinada fico em relação a educação, desenvolvimento infantil, mais e mais quero e pretendo fazer diferente na vida dos meus filhos.

b_730_be32b445-b4cb-41a1-9204-3d040c318917

A nossa aventura hoje é em um lugar que eu nunca, pelo menos nunca imaginava que pudesse existir, em um lugar remoto, numa altitude de 3.500 metros acima do nível do mar, lugar de puro deserto, no inverno as temperaturas caem para menos de 30 graus por cerca de 5 meses de cada ano, e no verão aquele calor de rachar, lugar meio que impossível de se morar. Apenas a natureza a sua volta.

0da3f43ed4e79e2dbadb33480e68c059Estamos falando de Leh Valley em Ladakh (pequeno tibet) uma região que até hoje se mantém viva a tradição budista tibetana com o seu modo de viver, a escola que estamos falando é Druk White Lotus School, fundada pelo 12º Gyalwang Drukpa em 1997. Um dos entusiastas pela ideia, você já ouviu falar, foi o Dalai Lama, ele sempre desejou uma escola moderna, que pudesse ensinar educação e ao mesmo tempo a cultura tradicional do local.

“Eu sempre acreditei na importância de ambos, no conhecimento moderno e científico e da cultura budista tradicional”, disse Dalai Lama.
44501e6b56d2012f03134972c4d01c9f
A escola ficou totalmente pronta em Abril de 2010, com mais de 700 crianças e adolescentes na Educação Infantil até o Ensino Médio, sendo que 40% deles vivem no próprio campus. O método de ensino, você com certeza já ouviu, o método Montessori (toda a escola foi montada e estruturada nesse modelo de educação), mas sempre com muita sinergia com a cultura budista. Os estudantes aprendem Bothi (idioma local), Inglês e Hindi, estudos sociais, artes, história, culinária, dança e esportes, além dos estudos da cultura e tradição de seus ancestrais.
Os cursos sobre a vida econômica, trabalho em equipe, técnicas de apresentação, liderança e resolução de problemas fazem parte dos cursos extras.
Os estudantes são divididos em “casas” com suas respectivas bandeiras – coragem, harmonia, sabedoria e união (me lembrou muito do Harry Potter!).

Toda essa preocupação foi para dar a oportunidade as crianças locais e pobres uma educação qualificada e moderna, com possibilidade de transferir todo esse conhecimento para a sua própria comunidade e ao mesmo tempo dar um outro futuro. Imagina você como a vida delas são bem diferentes das nossas crianças. Eles não tem contato com shopping ou televisão.
Para estarem atualizados com o mundo, a escola tem o apoio do Druk Padma Karpo Education Society que tem o suporte da Live to Love, Drukpa Trust na Inglaterra, Drukpa Charitable Foundation and Drukpa Humanitaire na França e de pessoas como Richard Gere e Joanna Lumley e da banda Yardbirds (Jimmy Page, Eric Clapton and Jeff Beck).
A light-filled elementary classroom. A white ceiling reflects light from the windows above. Traditional building methods and materials, such as the poplar and willow ceilings are combined with modern solar and passive solar technology. Druk Padma Karpo Institute. Shey, Ladakh, India.
download
b_730_fd70069f-f45d-476e-a2dc-fc69ceb9a631
Para ser construída foi necessário doações de várias entidades, quando não se tinha recursos parava-se a obra por completa até conseguir mais. A Druk White Lotus School foi projeta e construída por arquitetos internacionais do Arup Associates, empresa multinacional inglesa, com sede em Londres.
Se a pessoa olhar de cima a escola, ela verá o formato de uma mandala, símbolo da integração e da harmonia do budismo. Todo o material utilizado na construção foi retirado do próprio local (totalmente sustentável), nada foi trazido de fora, até porque a estrutura tinha que ser firme e forte pelos constantes terremotos. Foi construída em etapas, até porque chegar no local era muito cansativo, restrito e de difícil acesso e os funcionários, só poderiam ficar durante 3 ou 4 meses, depois disso somente no próximo ano.
druk07
A combinação da modernidade com a cultura tibetana deu muito certo! Tudo foi muito bem pensado! Tirar o máximo proveito da alta altitude e céu claro com a coleta de energia solar com o uso das placas solares foi uma das soluções para manter o campus sempre bastante aquecido, além das fachadas envidraçadas para permitir a entrada da luz solar e aquecer as paredes internas. Outro ponto interessante, que precisou de tecnologia foi a construção de encanamento no alto das montanhas até a escola, levando água potável para o consumo e uso interno. E o processo de reciclagem do xixi e coco? Não se usa água! Foi feito todo um mecanismo utilizando elementos naturais
WAaF 2002 Sanitation Technology Options
9edc652c9d981331eb2d800e80e14bf3
A arquitetura e a complexidade da escola já ganhou vários prêmios ao redor do mundo:
– 2013  Winner of the prestigious International Architecture in Stone Award, XIII edition
– 2009 BCSE Industry Awards, Winner of the Inspiring Design Award, International category
– 2009 Design for Asia Award, Grand Award
– 2009 World Architecture News, Shortlisted, Education Category
– 2005 Sinclair Knight Merz Award for Achievement in development
– 2003 BCCB Award for International Expertise
– 2002 World Architecture Awards: Best Green Building; Best Education Building; Best Asian Building

Para entender uma pouco mais do lugar, tem a entrevista de uma atriz chinesa que fala da sua experiência.
Aguardem as próximas escolas pelo mundo 🙂